VINICIUS ARNOM

Vida, Rosas do Tempo

Textos

Desenlace
O tempo passou,
O olhar se perdeu,
O castelo desmoronou,
E seu amor não é mais meu

Não existem mais as flores,
Não existe mais a promessa,
Não existem mais as cores,
Não existe mais do futuro a pressa.

Aprenda a não pronunciar
O que não tem certeza…
Aprenda que o amar
Não consiste só na beleza.

Onde existe algo perfeito
Duvide a qualquer momento.
Desse modo não será passado e despeito
E restará apenas seu lúcido pensamento.

Curadas serão as cicatrizes
Mas as lembranças existirão,
Pois essas são as verdadeiras atrizes
Daquilo que não foi somente paixão.

O coração é porta
Porta que não irá se fechar
Pois um novo amor comporta
E buscará outro olhar…

Foi apenas mais um poema,
Um soneto talvez!?
Mas já acabou todo o meu dilema
Escreverei um indriso da próxima vez.

Porém, não se arrependa
Viva, sofra, ame, seja feliz…
Encontre uma inspiração que compreenda
Então o que me diz?

O amor é sempre intenso
Entretanto a dor chegou ao fim
E o término nunca é extenso
Já encontrei nova musa para mim…
Vinicius Arnom
Enviado por Vinicius Arnom em 13/02/2010
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Vinicius Arnom Neves Diniz e o site http://viniciusarnom.wordpress.com). Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras